Um Passeio pelo Hyde Park – Parte II

Na época da regência da Inglaterra, o Hyde Park era considerado como um lugar para ver e ser visto. Nesta postagem, iremos compreender sua importância através das palavras de alguém que vivenciou os tempos de glória deste fascinante parque londrino.

Os trechos a seguir foram retirados da publicação do The Picture of London, edição de 1813, do autor John Feltham.

“Uma das cenas mais deliciosas desta grande metrópole, e a que mais exibe sua opulência e esplendor, é a formada pela Sociedade no Hyde Park e no Kensington Gardens em dias de bom tempo, principalmente aos domingos, de fevereiro a junho.”

“Em um belo domingo, as amplas estradas de cascalho dentro do parque ficam cobertas de cavaleiros e carruagens das duas às cinco da tarde. Durante esse horário, uma trilha larga que vai do Hyde Park Corner à Kensington Gardens fica frequentemente tão lotada, com pessoas bem-vestidas passando ou voltando dos jardins, que é difícil prosseguir.”

Um típico domingo ensolarado no Hyde Park

“Um caminho nobre que se estende de norte a sul em Kensington Gardens, nos limites orientais, com suas vivazes companhias, completa este interessante cenário. Numerosas pessoas da moda, misturadas com uma grande multidão de pessoas bem-vestidas e de várias classes sociais, aglomeram-se neste caminho por muitas horas.

Antes que o visitante entre em Kensington Gardens, recomendamos que ele pare em algum ponto no Hyde Park onde seus olhos possam enxergar a imagem completa do parque composta por carruagens, cavaleiros e passageiros a pé — todos ansiosos para avançar em várias direções —, e a cena mais harmoniosa da Sociedade passeando nos jardins. Tal local se apresentará ao observador atento mais de uma vez enquanto ele caminha pelo parque; mas, talvez, o melhor lugar para esse fim seja o largo caminho ao pé da bacia do rio, que desemboca em um canal mais estreito.”

“Tomando o ar” no Hyde Park

“Foi calculado que 50.000 pessoas foram vistas “tomando o ar”, ao mesmo tempo, no Hyde Park e nos Jardins. Esta não é uma prática moderna, pois este local era igualmente utilizado há duzentos anos.”


Fontes

The Picture of London – John Feltham (1813)
https://www.regencyhistory.net/2018/01/hyde-park-in-regency-london.html

Imagens

Hyde Park, London – Claude Monet – 1871
The Entrance to Hyde Park on Sunday – Edward Pugh 1804
Artista Desconhecido – 1816 Taking the Air in Hyde Park!, c. 1816, Hand-colored etching, Yale Center for British Art, Paul Mellon Collection, B1977.14.9715


Postagens Relacionadas

Um Passeio Pelo Hyde Park – Parte I
Um Passeio Pelo Hyde Park – Rotten Row
A Casa de Tortas do Hyde Park


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s